Material do minicurso “Cultura digital, museus e acervos em rede” no Fórum Nacional de Museus – IBRAM

Vídeo de apresentação da pesquisa sobre acervos digitais e do projeto Tainacan:

Apresentação utilizada para o minicurso Cultura digital, acervos em redes e museus

Textos recomendados para leitura sobre os temas do mini-curso:

  1. Acervos em rede em tempos de cultura digital-VERSAO24.04
  2. Memória como Prática na Cultura Digital

Conheça o manual do Tainacan, sofware livre para produção de acervos digitais apresentado na oficina:

Anúncios

Sociologia na era do Big Data: A ascensão das Ciências Sociais Forenses

“O surgimento dos big data representa um divisor de águas para as ciências sociais. Estes novos dados demandam novos métodos que reduzam/simplifiquem sua dimensionalidade, que identifiquem novos padrões e relações e que prevejam resultados, desde a etnografia computacional e a linguística computacional à ciência de rede, ao aprendizado de máquina e aos experimentos in loco.”

O artigo base da apresentação está disponível aqui.

A partir desse breve resumos, temos abaixo o seminário apresentado pelos alunos Felipe Barbosa e Jéssica Bazzo, onde nós levam a questões relacionadas ao uso do big data e suas percepções com certo foco nas ciências sociais.

Oficina Cultura Digital, Museus e Acervos em Rede – material do módulo 2 – Museus e Redes Sociais

Segue abaixo as principais referências que usei para este módulo da oficina:

  1. Do Museums Worldwide form a true Community on Twitter?
  2. National Digital Heritage Strategy
  3. Digital engagement framework

Materiais usados para a parte 1 e 2 da oficina:


Oficina Cultura Digital, Museus e Acervos em Rede – material

Nos dias 08 e 09/11, fizemos a oficina Cultura Digital, Museus e Acervos em Rede no Instituto Brasileiro de Museus aqui em Brasília. A ação faz parte de nossa cooperação técnica na questão dos acervos digitais e novos modos de ativação de redes sociais em torno dos museus.

Segue o material que foi discutido:

Apresentação sobre o Artigo – Métodos Quantitativos e Pesquisa em Ciências Sociais: Lógica e Utilidade do Uso da Quantificação nas Explicações dos Fenômenos Sociais.

Mais uma apresentação de síntese dos artigos discutidos no âmbito da disciplina de métodos digitais, desta vez, um artigo sobre Métodos Quantitativos e Pesquisa em Ciências Sociais (2013), de autoria da Marília Patta Ramos. Foi apresentada dia 08/09 pelos alunos Eduardo Silva e Luis Felipe.

Este artigo traz uma abordagem crítica sobre a utilização de métodos quantitativos na explicação dos fenômenos sociais. De maneira mais específica, traz uma abordagem reflexiva sobre a resistência das ciências sociais em produzir e utilizar métodos quantitativos em suas pesquisas.

A produção traz também um roteiro que exemplifica como a pesquisa utiliza da quantificação para elucidar os resultados de pesquisa, sendo que, é colocada a necessidade de um ciclo em que a validação das hipóteses não ocorra somente com a análise dos dados, mas também testes estatísticos e achados epíricos.

De modo geral, o artigo explicita uma preocupação quanto a necessidade da utilização de diferentes métodos de pesquisa/análise voltados para um novo paradigma informacional/social, que se apresenta em um contexto de conteúdos exponenciais.